5 doenças psicológicas que mais afetam pessoas ao redor do mundo

Atualmente, é comum relacionar as doenças psicológicas ao estilo de vida, preocupações constantes com relacionamentos, vida profissional, estresse e estímulos constantes que recebemos.

Ainda há muito preconceito com os diagnósticos e o assunto não é debatido abertamente, mas isso vem mudando.

É importante discutir essa questão e entendê-la melhor, pois essas doenças atingem mais pessoas do que você imagina.

Conhecendo os sintomas mais comuns de cada transtorno e suas causas, será mais fácil procurar um profissional que possa oferecer ajuda, caso necessário.

Confira as 5 doenças psicológicas mais comuns, que afetam milhões de pessoas no mundo e exigem muita atenção:

  • Transtorno de ansiedade
  • Depressão clínica
  • Anorexia nervosa
  • Transtorno Obsessivo Compulsivo
  • Transtorno Bipolar

Iremos falar sobre essas doenças abaixo, confira:

1. Transtorno de ansiedade

O transtorno de ansiedade é uma das psicopatologias mais frequentes, mas nem sempre é diagnosticada da maneira adequada. Isso ocorre porque sentimentos de angústia e agonia são comuns diante de situações de incerteza ou estresse.

No entanto, o transtorno em si ocorre quando essa situação gera um comprometimento funcional na vida do indivíduo.

Uma de suas manifestações é o transtorno ansioso social ou sociofobia, que é uma síndrome que se caracteriza por tensão e manifestações de desconforto desencadeadas pelo contato com outras pessoas ou participação em atividades sociais. A ajuda de um psicólogo é fundamental para aliviar o quadro.

Veja também:
Síndrome do pânico: saiba no que ficar de olho
Qual a diferença entre ansiedade e síndrome do pânico?

2. Depressão clínica

A depressão clínica ou transtorno de depressão unipolar é outra das doenças psicológicas mais comuns.

Ela ocorre quando há um sentimento de tristeza profunda, persistente e desproporcional aos acontecimentos, por um grande período de tempo.

Os sintomas mais comuns são o sentimento de vazio, perda de autoestima e falta de esperança.

Geralmente, é uma patologia com fatores importantes da química cerebral, ocasionada pela redução de determinados neurotransmissores associados à sensação de bem-estar e confiança.

O tratamento envolve medicações especificas e deve ser complementado com o auxílio de um profissional.

3. Anorexia nervosa

A anorexia nervosa é outra doença psicológica, que se enquadra como um transtorno alimentar importante, na qual o indivíduo persegue incessantemente uma magreza exagerada.

Essa busca implacável envolve diversas estratégias, como dietas ou exercícios excessivos, e o medo de engordar continua mesmo que esteja consideravelmente abaixo do peso.

A incidência é muito maior em mulheres adolescentes e adultas jovens, especialmente pela influência midiática no padrão de beleza feminino.

Essa psicopatologia apresenta diversos riscos clínicos, podendo levar à morte por desnutrição, e é essencial procurar orientação psicológica o quanto antes.

4. Transtorno Obsessivo Compulsivo

O transtorno obsessivo compulsivo, também chamado de TOC, é uma patologia na qual o indivíduo apresenta obsessão e compulsão em determinadas situações.

A doença leva o portador a ter comportamentos considerados ridículos ou absurdos até mesmo para ele, mas ainda assim não consegue evitá-los.

Em geral são rituais, ações repetitivas e persistentes. A pessoa acaba sendo dominada por pensamentos desagradáveis, incapacitantes e até violentos caso não as realize.

A orientação psicológica é fundamental para diagnosticar adequadamente e oferecer alternativas ao paciente.

5. Transtorno bipolar

O transtorno bipolar é uma doença psicológica que pode ser caracterizada pela alternância de episódios de depressão com outros de euforia e exaltação (também chamados de mania).

Entre eles, é comum que haja um período variável de normalidade. Não deve se confundir com os “altos e baixos” de pessoas comuns: as crises do paciente bipolar são mais extremas e duradouras.

O tratamento envolve o uso de antidepressivos e estabilizadores de humor com um controle muito rígido dos seus efeitos, combinado com a orientação psicológica.

Como podemos ver, o acompanhamento profissional é essencial para o tratamento das doenças psicológicas. Mesmo que você não tenha nenhuma doença psicológica, um aconselhamento psicológico pode ser útil para você e reduzir suas dúvidas, estresses ou ansiedades e alcançar o equilíbrio.

Fonte: Psicologia Viva

Deixe um Comentário

onze − sete =

Entre em contato

Ei, precisa conversar comigo? Me mande um e-mail que te retornarei assim que puder!

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt