Eu Não Sou a Síndrome do Pânico

Eu não sou minha doença

Eu não sou a minha síndrome do pânico

Ela não é a coisa mais interessante sobre mim

Sou uma lutadora, forte por nunca ter me rendido a ela

Por nunca ter desistido

 

Ela não define quem eu sou

Eu já assisti (estou assistindo) mais de cem séries

Sou viciada em musica

E filmes

São como oxigênio,

Eu preciso pra viver

Pretendo estudar cinema, e artes

E jornalismo

E musica

 

Mas quando a crise chega

Isso tudo desaparece

Não tenho futuro

Não existe mais o amanhã

Parece que o mundo vai acabar na crise

E não quero que acabe

 

Por isso que eu luto

Luto contra esse peso que é a síndrome

Luto com todas as minhas forças

Porque minha vida não vai se resumir a esse transtorno

Essa doença

Não vou deixar

Eu sou muito mais que a síndrome do pânico

 

E você também.

Deixe um Comentário

seis − 1 =

Entre em contato

Ei, precisa conversar comigo? Me mande um e-mail que te retornarei assim que puder!

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt